quinta-feira, 12 de março de 2009

Jonas

"Pois, como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim estará o Filho do homem três dias e três noites no seio da terra.Os ninivitas ressurgirão no juízo com esta geração, e a condenarão, porque se arrependeram com a pregação de Jonas. E eis que está aqui quem é mais do que Jonas." mat 12: 41 e 42

Jonas tinha um chamado. Proclamar à cidade de Nínive, capital da Assíria (norte da Mesopotâmia, atual Iraque), a ira do Senhor por sua malícia, que chegara aos Céus. Os assírios eram famosos por sua violência e se vanglorivam pelos atos sangrentos. Decapitavam os povos vencidos fazendo pirâmides com seus crânios. Crucificavam ou empalavam (espetar o condenado numa estaca ou ferro agudo pelo ânus e deixá-lo assim exposto até morrer) os prisioneiros, arrancavam seus olhos e os esfolavam vivos.

Como um ser humano inseguro, medroso, ou qualquer outro adjetivo que remete a negação de um chamado; Jonas fugiu. Era uma estranha mistura de força e fraqueza. Não queria Nínive e temeu o único lugar no mundo que lhe daria paz completa: a presença do Senhor. Entrou em um navio que o levaria para Társis, e no entanto, Deus enviou um forte vento que ocasionou tempestade tremenda, a ponto dos marinheiros lançarem Jonas ao mar por ser o culpado da fúria do Senhor. Como se não bastasse, ele ainda foi engolido por um peixe gigante, e ficou no seu ventre 3 dias e 3 noites.


Quero destacar alguns pontos que me chamam atenção nessa história.
primeiro: o clamor de Jonas ao se ver em apuro por ter "se desviado dos olhos de Deus". Por mais desafiador que seja um chamado, a última coisa que Deus faria, seria nos abandonar. Esperamos nos afundar pra perceber que Deus pode nos tirar do abismo. Não sei qual é o seu chamado, mas perante o Pai, tal recusa é indiferente. De fato, Jonas cria no Senhor que fez Céus e Terra, mas, fugiu. Basta crer? A Bíblia diz que os demônios também crêem... e tremem.

segundo: após segurar nas mãos de Deus, tornou-se obediente e foi anunciar à Nínive sua destruição dentro de 40 dias. A capital era tão grande que levava 3 dias para atravessá-la a pé. E lá foi ele. Sua pregação teve tanto efeito, que aquele povo cruel se arrependeu dentro de pouco tempo. Abandonaram seus pecados e jejuaram, na esperança que o Senhor mudasse de idéia. Que efeito seria esse, senão o domínio do próprio Deus? Quem confia se abstém. Se faz mero instrumento nas mãos do oleiro.

terceiro: a ira de Jonas. Ele simplesmente se decepciona e se enraivece com o arrependimento dos ninivitas, por estar demasiadamente preocupado com sua reputação. Vanglória. Conhecemos bem essa palavra. Quanta desculpa, quanta fachada, quanta máscara, quanto egocentrismo. Ele preferia morrer ao ver a misericórdia de Deus sobre um povo pelo qual ele anunciou destruição.

quarto: a misericórdia do nosso Deus para qualquer tipo de pecado, desde assassinato à vanglória. Davi diz que "Ele não nos trata segundo os nossos pecados, nem nos retribui consoante as nossas iniquidades. Pois quanto o céu se alteia acima da terra, assim é grande a Sua misericórdia para aqueles que O temem. Quanto dista o Oriente do Ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões. Como um pai se compadece dos filhos, assim o Senhor se compadece dos que O temem. Pois Ele conhece nossa estrutura e sabe que somos pó."


Muitos acreditam que essa história de peixe gigante não passa de uma fábula contada para as crianças antes de dormir. Mas nesse livro, há muito mais do que os olhos podem ver. É o sobrenatural; uma fé patenteada; intimidade; audácia; franqueza; renúncia... uma essência de crueldade em contraste com um Deus cujo estandarte é, e sempre será o amor.

Destampe seus sentidos e medite nisso.

ref: jonas 1-4, tiago 2:19, jer 18:6, sal 103:10-14

Lívia Longo

2 comentários:

Silas Chosen disse...

Nessa história há o reflexo de uma personalidade orgulhosa. De alguém que tinha a sua própria idéia de justiça.

Que nem o irmão do filho pródigo.

Fabricia disse...

Somos cooperadores de Deus .
Ele nos fez seus mordomos para nos provar e experimentar.
Cumpramos a missão!!!

Que tenhamos uma semana abençoada :)